almanaquistas contatos cadastro parceiros

AGENDA DE SHOWS

EM BREVE NOS CINEMAS

Festival do Rio 2014: Peter de Rome - Vovô do Porno Gay


Por Zeca Seabra
27/9/2014

 

Peter de Rome é considerado o pioneiro da cultura gay sendo o único cineasta de cunho pornográfico a ter sua obra reconhecida (e preservada) pelO BFI (British Film Institute).


O documentário dirigido, editado e fotografado por Ethan Reid faz um apanhado divertido da vida e obra deste simpático velhinho que mesmo beirando os 90 anos conta com uma incrível vitalidade. Com um relato tranquilo, Peter fala sobre sua feliz infância ao lado dos pais e suas primeiras experiências homossexuais no colégio local vividas sem nenhuma angústia ou sentimento de culpa. Após servir o exército na 2ª Guerra Mundial (onde perdeu o primeiro namorado, vítima de um acidente aéreo), Peter inicia uma carreira de ator no Birmingham Repertory Theatre, que mais tarde o poria em contato com o famoso produtor norte americano David O. Selznick - assegurando um emprego fixo na área de publicidade na Paramount Pictures. Em meados dos anos 50, Peter muda-se para Nova York onde a efervescente vida homossexual contrastava com o maçante cotidiano londrino pós guerra.

 

Após trabalhar como vendedor na lendária boutique Tiffanys e lutar no movimento pelos direitos civis no sul dos Eua, Peter deu início a sua carreira de criador de curtas eróticos em uma época que poucos se atreveriam a expor tão abertamente sua opção sexual.


Afável e com um grande senso de humor, Peter conseguia atrair consensualmente os homens que recrutava pelas ruas da cidade (com enorme preferência por negros) para ir ao seu apartamento filmando-os em estado de grande excitação. Estes curtas eram exibidos como troféus em festas entre amigos que se divertiam com as ousadias sexuais de Peter.
Filmado em formato digital, o documentário ressalta a importância que a obra de Peter adquiriu com o passar dos anos com relatos de amigos e incentivadores fazendo um pequeno histórico da militância gay em um período conturbado da história. Sem nenhuma pretensão de chocar o espectador, Ethan Reid seleciona cuidadosamente as cenas picantes dos curtas, sempre contrastando com a serenidade de seu entrevistado que teoriza sobre excitação e sexualidade com grande elegância. De posse de sua condição de cavalheiro diletante, Peter interrompeu sua carreira após a chegada da Aids (no início dos anos 80) por não sentir-se mais a vontade de realizar filmes que transmitiam um clima de enorme excitação sexual.
Sem cair em pieguices ou manipulações sentimentais, Peter de Rome - Vovô do Porno Gay (Peter de Rome - Grandfather of Gay Porn) celebra uma vida e mostra como muitos artistas da indústria erótica de hoje em dia sobrevivem graças ao estilo intransigente deste desconhecido cineasta.

 

Obs: A máxima: "Greta Garbo, quem diria, acabou no Irajá" pode ser facilmente encaixada neste documentário, pois a última aparição da grande estrela perambulando pelas ruas de Nova York foi documentada pela janela do apartamento de Peter que posteriormente adicionou esta sequência em um prólogo de um de seus filmes.

 

Festival do Rio - Midnight Docs

Peter de Rome - Vovô do Porno Gay (Peter de Rome - Grandfather of Gay Porn)
Reino Unido, 97 min. 2014
Direção: Ethan reid
Documentário