almanaquistas contatos cadastro parceiros

AGENDA DE SHOWS

EM BREVE NOS CINEMAS

O Caso Dos Irmãos Naves


19/09/2014

por Filipe Pereira, em Brasília

Exibido em 1967 em plena ditadura militar, O Caso Dos Irmãos Naves conta um causo real, ocorrido no interior de Minas Gerais, em uma cidade chamada Araguari, onde aconteceu um escândalo de roubo e uma investigação bastante controversa da polícia, que usaria força excessiva com os ditos suspeitos. As afirmações anteriores neste texto servem como eufemismo para o que é mostrado em tela, uma realidade desumana e perversa.

O filme de Luis Sérgio Person se vale da história contida no livro homônimo, de autoria de João Alamy Filho, para fazer um paralelo com a Ditadura Militar, focando na prisão e na consequente tortura de Joaquim (Raul Cortez) e Sebastião (Juca de Oliveira), que são obrigados após duras penas confessar mentirosamente a culpa do furto. As cenas de flagelo são bárbaras, agressivas e atrozes, o que faz surpreender por ter passado pela censura, mesmo com o pente fino exercido pelos militares.


A remetência aos anos de chumbo acontece também através da persona do tenente de polícia vivido por Anselmo Duarte, um sujeito cruel, que acredita estar acima da lei e que ameaça de morte qualquer um que se oponha a ele. Apesar dos esforços do advogado - e autor do livro - Alamy Filho (John Herbert), o sistema judiciário não permite a liberação dos dois irmãos, que vêem cada vez mais distante, tanto as suas liberdades quanto a dignidade de seu clã, envergonhado em plena cidade.

Os presos são tratados como animais, e o olhar do povo para os agentes da lei é de absoluta submissão e temor. O esmero de Person em grafar os conflitos mentais dos personagens é enorme, se valendo demais do som e da uma edição seca para enfatizar o desconforto dos acusados e a completa falta de pudor do vilão, que deveria servir a lei mas que pratica a injustiça. O caso se arrastou por anos, e ficou conhecido como um dos mais célebres eventos de injustiça e de erro judiciário do Brasil, ganhando ainda mais notoriedade graças a batuta do diretor.