almanaquistas contatos cadastro parceiros

AGENDA DE SHOWS

EM BREVE NOS CINEMAS

Eles Não Usam Black-Tie


20/09/2014

por Filipe Pereira, em Brasília

Baseado na peça escrita por Gianfranco Guarnieri, Eles Não Usam Black-Tie é um conto que narra vivências de duas gerações distintas, que têm em comum os laços familiares e o vínculo empregatício. Exibindo os primeiros tempos após a queda dos anos de chumbo, o roteiro busca mostrar que aqueles não eram tempos tão brandos quanto o discurso oficial dizia.

O filme de Leon Hirzman mostra um jovem apaixonado, que vê sua rotina mudar drasticamente graças a uma gravidez inesperada. Tião (Carlos Alberto Riccelli) segue dentro da fábrica em que também trabalham seu pai Otávio (Guarnieri) e sua noiva Maria (Bete Mendes), além de outros tantos companheiros de profissão. O abismo entre os anseios do proletariado e as condições que os patrões dão aos empregados é enorme, causando em muitos deles um instinto de revolta. Otávio tenta conter os ânimos dentro do sindicato, ao mesmo tempo em que critica seu filho por ele se posicionar contra os revoltosos, mesmo quando a greve se instaura. Tião, além de não seguir o ideal de seus iguais, ainda faz questão de fazer chacota com os grevistas, não mudando de postura nem com a prisão de seu pai.

Sebastião é condenado pelo júri familiar com a pena de ser deserdado por se aliar àqueles que se conformaram e que apoiaram os patrões. Enquanto ele se despede, os companheiros de classe sofrem as ações homicidas da polícia. Vidas valiosas são cerceadas de modo cruel e brutalmente injusto. O pior é que, depois de tudo, ele tem que voltar à rotina sufocante, trabalhando arduamente para produzir o seu próprio sustento, sem ter sequer as garantias mínimas de futuro, só com a certeza de que os poderosos permanecerão, enquanto o povo subsiste na penúria.