almanaquistas contatos cadastro parceiros

AGENDA DE SHOWS

EM BREVE NOS CINEMAS

Morre o ator Robin Williams, cercado de mistério


O astro de comédias e dramas memoráveis foi encontrado morto, aos 63 anos.

12/08/2014


por Roberto Cunha


Ele conquistou a fama mundial com o estouro de Sociedade dos Poetas Mortos (1989), fez muita gente rir com Uma Babá Quase Perfeita (1993), conquistou um merecido Oscar com Gênio Indomável (1997) e emocionou espectadores com Patch Adams - O Amor é Contagioso (1998).

Esse poderia ser um breve resumo de uma carreira brilhante, com alguns altos e baixos (normais) do ator Robin Williams, encontrado morto, supostamente por asfixia (ainda não comprovada), nesta segunda-feira, 11, em sua residência, na Califórnia. Internado no mês passado numa clínica de reabilitação, ele vinha lutando para se manter sóbrio do vício da cocaína e do álcool, uma batalha que ele já travava há mais de duas décadas.

Com dezenas de filmes e produções para a TV na carreira, Williams parecia não ter se livrado do episódio da morte do amigo e também ator John Belushi, em 1982, por overdose de drogas. Segundo um porta-voz da família, Mara Buxbaum, ele estava enfrentando uma forte depressão nos últimos tempos.


Em declaração para a imprensa, a esposa do ator, Susan Schneider, disse ter perdido o marido e o melhor amigo. Em nome da família do Robin, peço que respeitem nossa privacidade nesse momento e que lembrem dele não por sua morte, mas pelos momentos de alegria e risada que ele proporcionou a todos ao longo de sua carreira, completou.

Williams conquistou mais de 50 prêmios ao longo da carreira, como o Oscar já citado, Globo de Ouro, Emmy, e teve ainda outras 60 e tantas indicações, como as três que recebeu para o Troféu Framboesa, por Morra, Smoochy, Morra (2002), O Homem Bicentenário e Um Sinal de Esperança, ambos de 1999. 

Entre suas últimas atuações estão O Mordomo da Casa Branca (2013), já exibido no Brasil, e alguns ainda inéditos como Uma Noite no Museu 3, já em fase de pós-produção. Com a sua morte, a sequência Uma Babá Quase Perfeita 2, que seria dirigida por Chris Columbus, passa a ser uma grande dúvida.

Columbus disse que foi amigo do ator ao longo dos últimos 21 anos e que seus filhos cresceram juntos. Ele era uma dessas poucas pessoas que podem ser chamadas verdadeiramente de gênios, disse o cineasta, completando que o mundo era melhor com ele e que fica para trás um legado.