almanaquistas contatos cadastro parceiros

AGENDA DE SHOWS

EM BREVE NOS CINEMAS

Festival de Cinema de Brasília lança livros e DVDs


Por Tony Tramell

20/09/2013


O 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro reservou a tarde do sábado, dia 21 de setembro, para promover o lançamento de cinco livros e quatro DVDs. A partir das 17h, autores como Sérgio Moriconi e Virgínia Flôres juntam-se a cineastas renomados, como Vladimir Carvalho ("Rock Brasília - A Era de Ouro") para autografarem suas obras no Kubitschek Plaza Hotel.

Os livros percorrem assuntos que dialogam com o cinema ou tratam do tema diretamente. Cinema - apontamentos para uma história, de Sérgio Moriconi, recupera a história do cinema em Brasília. Poéticas da mídia: midiatizações, discursividades, imagens, organizado por Goiamérico Felício Carneiro dos Santos e Tânia Marcia Cezar Hoff, reflete sobre a linguagem da contemporaneidade. Mídia e Imaginário investiga a criatividade midiática no século XXI. A obra tem organização de Gustavo de Castro assim como Comunicação e Transcendência, que aborda de forma filosófica os desafios da comunicação. E O Cinema - uma arte sonora, de Virgínia Flôres, como o próprio nome indica, analisa a utilização do som pelo cinema e sua influência na estética final da obra. 

Dentre os DVDs, algumas raridades, como a série Mundo à Parte, filmada pelo cineasta sueco Arne Sucksdorff, durante o período em que viveu no Pantanal Mato-grossense. A série retrata as viagens feitas por ele e sua esposa Maria da Graça, na década de 1970. Lançado como uma homenagem ao chamado "Sueco do Cinema Novo", o DVD traz como extra o documentário de Joel Pizzini, O Elogio da Graça. Também será lançado em DVD o celebrizado filme Barra 68 - sem perder a ternura, do documentarista Vladimir Carvalho, que mostra desde o esforço de Darcy Ribeiro em criar a Universidade de Brasília, em 1964, até a invasão da universidade, em 1968.

 Do premiado documentarista Joel Pizzini chegarão ao formato DVD dois títulos: Cinema e Poesia e Anabazys. O primeiro integra quatro curtas-metragens de Pizzini bastante premiados: Caramujo-Flor (1988), Enigma de um dia (1996), Glauces, Estudo de um Rosto (2001) e Dormente (2006). O segundo, codirigido por Paloma Rocha e Joel Pizzini, é um prolongamento de A Idade da Terra, (1980), o filme-testamento de Glauber Rocha.

Entre os destaques literários o livro Cinema - Apontamentos Para Uma História, de Sérgio Moriconi. A publicação percorre a história do cinema em Brasília, desde o início da capital federal, com registros da construção da cidade até produções bem recentes, como Plano B, de Getsemane Silva, que integra a Mostra Competitiva de Documentários do 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. O livro é o resultado de pesquisas e informações coletadas em diversas fontes, de matérias de jornal e material do Arquivo Público de Brasília a depoimentos recolhidos pelo autor, que reconstroem aproximadamente seis décadas dos fatos mais relevantes da história do cinema da capital brasileira. Nele, estão contemplados não só a produção e seus realizadores como também a exibição, os cinemas míticos e pioneiros, as instituições, os personagens consensualmente mais marcantes e as mais variadas iniciativas que contribuíram para construir uma cultura cinematográfica na nova capital. Segundo o autor, Sérgio Moriconi, trata-se de um livro sobre a "memória do passado e de nossa contemporaneidade, que também será passado no momento em que estiver escrito e lido". 

 


Vladimir Carvalho


Virginia Flores


Sérgio Moriconi