almanaquistas contatos cadastro parceiros

AGENDA DE SHOWS

EM BREVE NOS CINEMAS

Vanessa da Mata fará shows gratuitos em homenagem a Tom Jobim


Por Tony Tramell

27/02/2013

O projeto Viva Tom Jobim fará homenagem ao artista promovendo shows gratuitos em locais públicos, em seis capitais do país, entre os meses de abril e junho, com patrocínio da Nívea. A cantora Vanessa da Mata será a intérprete das canções do compositor.

A empresa patrocinadora, depois do sucesso do Viva Elis, realizado com Maria Rita interpretando o repertório que foi de sua mãe, anunciou o novo projeto hoje (27) no Museu da Imagem e do Som - MIS, em São Paulo. Uma iniciativa que reforça o compromisso da empresa de promover cultura no país por meio do tributo a um grande talento da música popular brasileira, reapresentando às diferentes gerações as canções que estão entre as fortes lembranças musicais da memória nacional.

A homenagem será prestada a um dos maiores compositores brasileiros de todos os tempos: o maestro e compositor carioca Antonio Carlos Jobim (1927-1994). Um dos inventores da bossa nova, criador de padrões melódicos e harmônicos que mudaram em definitivo as feições da música brasileira, Jobim gravou nos Estados Unidos, há 50 anos, seu primeiro disco solo: The Composer of Desafinado, Plays. Acredita-se também que tenha sido o contato inicial de Frank Sinatra com a obra de Tom; anos mais tarde, em 1967, os dois vieram a atuar juntos em um disco histórico. E o "cinquentenário" do primeiro solo de Jobim é o marco que sela o tributo deste ano.

 "Quero mostrar o que a minha geração sente pelo Tom. Depois das novas bossas novas e das eletrônicas, é importante trazer para o público jovem a beleza dessa obra", afirma Vanessa, que contará com o apoio do arranjador Kassin na busca pela sonoridade certa para os shows.

Monique Gardenberg, curadora e diretora artística do projeto, informa que já foram pré-selecionadas 60 músicas da vasta obra de Jobim, das quais 30 estão agora sendo analisadas em ensaios e, por volta de 20, de fato, irão compor o repertório final da turnê. "Queremos cobrir os diversos aspectos da obra do Tom: a bossa nova, os sambas-canções, os temas mais líricos... Procurando combinar clássico e moderno. Nossa admiração pelos arranjos do compositor é enorme, mas também podemos trazer informações novas. O que é certo é que priorizaremos o lado A da obra dele, com músicas conhecidas, pois faremos shows gratuitos para milhares de pessoas", conta a diretora.

A turnê Viva Tom Jobim terá início com show fechado para convidados e depois seguirá com apresentações gratuitas em espaços públicos localizados em seis capitais: Salvador, Recife, Brasília, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. Em breve, datas e locais serão anunciados.