almanaquistas contatos cadastro parceiros

AGENDA DE SHOWS

EM BREVE NOS CINEMAS

As Vantagens de Ser Invisível


Por Tony Tramell

13/10/2012 

Ocasionalmente, chega aos cinemas uma pequena obra-prima, como As Vantagens de Ser Invisível, (The Perks of Being a Wallflower, EUA, 2012) que surpreende por suas qualidades cada vez mais raras no cinema atual. Com um DNA de cinema independente, a produção traz como atores principais Emma Watson (a Hermione dos filmes "Harry Potter"), Logan Lerman (o Percy de "Percy Jackson e o Ladrão de Raios") e Ezra Miller (o Kevin de "Precisamos Falar sobre Kevin") que são atores populares para um filme de baixo orçamento em que os produtores (responsáveis por "Juno") fizeram algo bem incomum: entregaram a direção a Stephen Chbosky, o próprio autor do romance (lançado aqui pela Rocco) que As Vantagens é baseado. Um livro comparado ao clássico "O Apanhador no Campo de Centeio" de J.D. Salinger.

O resultado é espetacular. Stephen captura as ansiedades e angústias da adolescência com a mesma habilidade que John Hughes ("O Clube dos Cinco", "A Garota de Rosa-Shocking" e "Curtindo a Vida Adoidado") conseguia. Esse clima é reforçado pela trama quase "atemporal", já que é ambientada num mundo sem celulares ou computadores. Digo quase atemporal, pois o romance é ambientado no começo dos anos 90, mas a trilha sonora é repleta de música dos anos 80 (embora a principal canção "Heroes" seja dos 70), restando uma ligeira referência a um dos personagens que cita a cena musical de Seattle que estoura no começo dá década de 90.

O cineasta consegue atuações realistas do seu elenco, que retrata o lado melancólico da vida adolescente. Clichês são revigorados em cenas que envolvem amores ternos, descoberta de drogas, professor inspirados e o clima de casta social das escolas estadunidense. As Vantagens de ser Invisível gira em torno de Charlie (Logan Lerman), que narra seu rito de passagem através de cartas para um amigo. Charlie que acaba de entrar no segundo grau americano faz amizade com o veterano Patrick (Ezra Miller), e através dele conhece Sam (Emma Watson), meia-irmã de Patrick, que conquista seu coração. O amor reprimido de Charlie encontrar paralelo na vida amoroso complicada de Patrick e da que Sam tenta deixar para trás. Jovens que começam a ter suas primeiras experiências e bagagem emocional, resultando em alegria e tristeza - quando não uma ocasional frustração. Um dos personagens pergunta em determinado momento:

As Vantagens de Ser Invisível encontra na sua transposição para a tela, o ritmo certo de uma história bem contada. Em determinado momento um dos personagens cita "Nós aceitamos o amor que pensamos merecer", que simboliza bem os sentimentos da adolescência, quando não nos julgamos preparados para tudo, mas com a vontade de conquistar o mundo.Um mundo onde tudo parece ter mais importância e onde muitas vezes os jovens desejam passar desapercebido em alguma fase. O Diretor e roteirista Stephen cria o retrato perfeito desta época através das vidas sem rumo dos seus personagens.