almanaquistas contatos cadastro parceiros

AGENDA DE SHOWS

EM BREVE NOS CINEMAS

Rachaduras de Resnais


Por Vinicius Nascimento
08/10/2009

Alain Resnais que no passado fez filmes como "Hiroshima Mon Amour" e "O ano passado em Marienbad" prova que não perdeu sua audácia artística. No festival de Cannes desse ano seu 48º filme, Ervas Daninhas (Les Herbes Folles, 2009), foi considerado um dos mais inovadores. 

Baseado no romance LIncident, de Christian Gailly, Ervas Daninhas, explora uma situação banal (uma bolsa roubada num shopping) que se transforma, de forma improvável, em algo mais significativo.

A bolsa em questão pertence à dentista (aviadora) Marguerite (Sabine Azéma) e é encontrada num estacionamento por Georges (André Dussollier), que atravessa uma crise de meia-idade e é propenso a súbitas explosões de irritabilidade. Ele tenta devolver a bolsa e fica obcecado (apaixonado) por Marguerite.

Ao apresentar seu filme em Cannes, Alain Resnais disse: "Deixo meus filmes crescer como ervas daninhas e ver o que acontece". E é assim como as ervas daninhas ("que aos poucos vão criando rachaduras no asfalto da cidade e crescendo onde menos se espera") que os personagens vão seguindo impulsos fora da normalidade.

Provavelmente o filme de Resnais incomodará espectadores que estão acostumados com histórias hollywoodianas estruturadas. Assim como a força anárquica das ervas daninhas, o diretor quis realizar um filme com novos códigos e novas explorações dos sentidos e desejos. Isso se deve também a vontade de encontrar equivalência com o estilo de Christian Gailly escrever. ("... seu jeito único de interromper uma frase no meio, o uso do afirmativo e negativo na mesma sentença, sem esquecer as flagrantes contradições dos personagens e sua constante impulsividade").

Em alguns momentos o filme pode parecer extremamente absurdo, e é, mas Resnais consegue tirar dessa "geração espontânea que promove rachaduras" um filme extremamente interessante que fala principalmente sobre a necessidade de ser escutado e amado.

Se o espectador se permitir entrelaçar nessas ervas daninhas de Resnais pode se surpreender ao ser levado por caminhos inimaginados. 

MOSTRA PERSPECTIVA INTERNACIONAL - Mostra de São Paulo 2009

MOSTRA PANORAMA DO CINEMA MUNDIAL - Festival do Rio 2009

ERVAS DANINHAS (LES HERBES FOLLES)
França / Itália, 2009. 104 minutos
Direção: Alain Resnais
Com: Sabine Azéma, André Dussollier, Anne Consigny, Mathieu Amalric, Emmanuelle Devos